HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
Seg. a Sex. das 8h às 18h

Revisão de Prótese Total

A revisão de prótese total de quadril ou artroplastia de revisão do quadril nada mais é do que a cirurgia de troca de uma prótese já implantada.

Esse procedimento é considerado de alta complexidade e exige do cirurgião habilidade, experiência, paciência e conhecimentos profundos de anatomia, de fisiopatologia e de biomecânica. 

A indicação da revisão de prótese, na maioria das vezes, resulta de falhas técnicas na primeira cirurgia, mais frequentemente relacionadas com a cimentação imperfeita e com mau posicionamento dos componentes. 

De modo geral, este procedimento é necessário quando a prótese que está colocada sofreu um desgaste ao longo do tempo ou houve uma soltura de algum dos componentes existentes, ou porque há alguma instabilidade e a prótese sai do lugar (desloca) com alguma frequência ou ainda quando há um processo infeccioso envolvido. 

É importante dizer que assim como na artroplastia primária (prótese total de quadril), a prótese de revisão é constituída de, no mínimo, dois componentes, o fêmur (osso da coxa) e o acetábulo (osso da bacia). 

Porém, como algumas vezes a estrutura óssea onde está a prótese primária já sofreu também um desgaste, outros componentes podem ser necessários para restabelecer a anatomia local, o que pode ser feito com outros componentes protéticos ou com enxerto ósseo.

Como evitar a necessidade de revisão de prótese total?

Sabemos que o primeiro passo para o sucesso e longevidade de uma prótese é que ela seja implantada de maneira adequada por um cirurgião ortopedista especialista em quadril. Para isso, é fundamental escolher um profissional capacitado para realizar a cirurgia, buscando referências anteriores.

O segundo passo é a utilização de um material de boa qualidade. A saber, as melhores próteses têm seguimento bem documentado e, logicamente, estes modelos apresentaram evoluções e atualizações ao longo dos anos, com modernização de seus materiais e designs.

No entanto, tenha cautela ao desejar novas tecnologias que prometem resultados milagrosos, pois podem levar a uma falha precoce. 

E por fim, o terceiro passo é seguir adequadamente as orientações do cirurgião após a cirurgia de prótese total de quadril. Alguns cuidados como abster-se de atividades de impacto, procurar manter seu peso em um patamar saudável e evitar as posições “perigosas” para a prótese de quadril podem fazer a diferença no futuro.

É válido reforçar que mesmo tomando todos os cuidados acima as próteses podem necessitar de revisão. Por melhor ou mais moderno que seja, um quadril protético nunca é tão bom quanto um quadril natural e saudável. 

Dúvidas sobre a revisão de prótese total

1- Quais avaliações são fundamentais na artroplastia de revisão do quadril?

Antes da troca da prótese, além de uma avaliação para definir o risco cirúrgico, também é importante investigar a possibilidade de processo infeccioso por exames de laboratório. 

2- Quanto tempo leva a cirurgia de revisão de prótese total de quadril?

O tempo médio do procedimento é de cerca de 3 horas, pois antes de colocar a nova prótese, primeiro é necessária a retirada da prótese antiga, porém este tempo varia de acordo com a gravidade da lesão.

3- O corte cirúrgico pode ser o mesmo da cirurgia anterior?

O corte pode ser semelhante ao realizado na cirurgia anterior, mas isto varia de acordo com o motivo que leva a trocar a prótese, geralmente a cicatriz da revisão é maior que a da cirurgia primária.

4- É necessário ir para a UTI?

Na maioria das vezes, logo após a cirurgia, o paciente volta direto para o quarto, sem necessidade de passar pela UTI.

5- Quando é possível começar a fisioterapia? 

A fisioterapia já começa imediatamente após a revisão de prótese total e em algumas situações o paciente anda no mesmo dia ou no dia seguinte à cirurgia.

6- Qual é o tempo de internação?

O tempo de internação pode variar de acordo com a gravidade do caso, normalmente, os pacientes vão para casa no terceiro dia após a cirurgia.

7- Quanto tempo é necessário o uso de andador ou muletas?

O tempo indicado para uso das muletas ou andador é por volta de seis semanas e pode variar de acordo com a doença de base e com a técnica utilizada na revisão.

8- Quando pode iniciar as atividades físicas?

Os exercícios físicos são liberados logo após a retirada dos apoios, muletas ou andador. Porém, as atividades de maior esforço só devem acontecer por volta do terceiro mês.

9- O tamanho das pernas vai ficar diferente?

Não deve ficar diferença de tamanho entre as pernas.

10- Existe uma prótese diferente para cada tipo de revisão de prótese total? 

Sim, existe uma prótese mais adequada para cada tipo de revisão e isto é avaliado antes da cirurgia pelo ortopedista especialista em quadril.

Lembre-se que, se você sente dor no quadril que o incapacite de realizar algumas atividades do dia-a-dia, consulte o Dr. Daniel Daniachi para averiguar a necessidade de uma prótese total de quadril.

INFORMAÇÕES DO AUTOR:

Dr. Daniel Daniachi Ortopedista e Traumatologista especialista em cirurgia do quadril

Formado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), possui residência médica em Ortopedia e Traumatologia pela mesma instituição de ensino e subespecialização em Cirurgia do Quadril.
Registro CRM-SP nº 117036.

Cuide do seu quadril

Agende uma consulta com um especialista!

AGENDE SUA CONSULTA

Blog e Artigos

artroplastia do quadril

No decorrer da vida é muito comum que algumas das articulações do nosso corpo fiquem bastante desgastadas.  Por isso, com o passar dos...

Basicamente, os ossos formam a estrutura que dá suporte aos tecidos moles do corpo e protegem os órgãos vitais, como o coração e cérebro. E o...

Pubalgia tem cura?

Antes de tudo, é importante saber que o púbis é o osso localizado na região inferior da pelve, fazendo parte do anel pélvico, que, por sua vez,...