HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
Seg. a Sex. das 8h às 18h

Bursite

A bursite no quadril, também conhecida como bursite trocantérica, nada mais é do que um processo inflamatório doloroso das bursas sinoviais, que são pequenas bolsas de tecido conjuntivo cheias de líquido sinovial em torno de algumas articulações. 

As bursas funcionam como uma superfície que reduz o atrito entre os ossos e os tendões e os músculos.

De modo geral, este problema pode ser causado por algumas doenças, fraqueza muscular ou exercício físico intenso, que acaba sobrecarregando essas estruturas. 

As principais doenças consideradas fatores de risco para o desenvolvimento deste problema são: doença na coluna lombar, doença na articulação sacroilíaca, artrite reumatóide, artrose de joelho, gota, diabetes ou escoliose.

Além disso, lesões no quadril, cirurgias anteriores no local, entorse nos tornozelos, discrepância no comprimento das pernas e encurtamento da fáscia lata também são fatores que podem afetar o caminhar e sobrecarregar as bursas e os tendões.

Os pacientes com bursite no quadril costumam se queixar de: 

  • Dor na região lateral do quadril que pode aumentar de intensidade quando se está muito tempo de pé ou deitado de lado;
  • Dor ao toque;
  • Dor que irradia para a coxa;
  • Inchaço.

É importante ressaltar que, quando não tratada corretamente, a bursite no quadril pode se tornar crônica, sendo cada vez mais difícil controlar os sintomas.

Na maioria das vezes, o diagnóstico de bursite trocantérica é feito mediante avaliação física, em que o ortopedista especialista em quadril avalia a sensibilidade na região, os sintomas descritos pelo paciente e realiza testes de força dos músculos relacionados com essa região. 

O lado positivo é que a bursite no quadril tem cura e o tratamento pode ser feito com repouso da articulação, aplicação de gelo no local e uso de remédios anti-inflamatórios não esteróides para aliviar a dor e o inchaço ou analgésicos.

Para os casos mais graves, o ortopedista especialista em quadril ainda pode administrar uma injeção com corticosteróides ou uma infiltração com analgésico.

O que causa a bursite trocantérica?

A bursite trocantérica possui causas multifatoriais. Ela pode acometer desde pessoas sedentárias, até mesmo corredores com porte físico saudável. As mulheres são as mais suscetíveis a desenvolver essa inflamação.

Entretanto, pessoas que ficam muitas horas na posição sentada e que estão acima do peso podem inflamar a bursa, assim como, os não praticantes de exercício físico que apresentam fraqueza muscular.

No caso dos atletas e corredores, é o excesso de treino o responsável pela bursite trocantérica.

Outras causas da bursite se relacionam com procedimentos cirúrgicos anteriores,  lesões e impactos na região do quadril, deslocamento dos tornozelos, artrites, escoliose e infecção bacteriana causada pela Staphylococcus aureus.

Principais sintomas da bursite no quadril

Os pacientes que procuram um ortopedista especialista em quadril costumam se queixar de dores no lado do quadril que apresentam inflamação, principalmente ao dormir sobre ele, que pode acompanhar sintomas de queimação, mesmo em repouso.

Além disso, os sintomas também aparecem quando a região é apalpada e ao executar atividades simples como caminhar, sentar e levantar e usar escadas, e que em longo prazo, o desconforto pode progredir para uma fraqueza local, limitando os movimentos do indivíduo. 

Como é o tratamento para Bursite Trocantérica?

O tratamento para bursite é indicado de acordo com a sua intensidade. Ele pode ser desde repouso até uma cirurgia de reparo que envolve a região da bursa, músculo ou parte óssea.

O tratamento inicial, para minimizar o inchaço e a dor pode ser feito em casa, passando gelo na região do quadril, depois de realizar atividade física que exige esforço da região ou quando sofrer de algum choque ou impacto local.

Quando não há melhora, os tratamentos indicados são feitos numa clínica especializada, com indicação de anti-inflamatórios e ou antibióticos, fisioterapia e exercícios de reabilitação.

Existem ainda outros procedimentos que podem ser realizados quando as medidas citadas acima não forem suficientes, como a drenagem da bursa para diminuir o inchaço e aplicação de injeção de cortisona, além da indicação cirúrgica da Bursectomia, reparo de tendão e osteotomia do trocanter maior.

Como evitar e tratar a bursite no quadril

A melhor maneira de prevenir a bursite é o alongamento. Quando o paciente não se alonga, a bursa pode ser espremida com a sobrecarga.

Outra forma de prevenção é o cuidado com a saúde, com a prática de exercícios regulares e sob orientação profissional.

O tratamento para bursite no quadril inclui anti-inflamatórios e aplicação de compressa de gelo na região para alívio da dor, além de reduzir os treinos por um tempo. 

Agora que você já sabe o que é e como é tratada a bursite no quadril, caso sinta dor na região, procure um ortopedista especialista em quadril para um diagnóstico correto. Entre em contato conosco e agende a sua consulta com o Dr. Daniel Daniachi.

INFORMAÇÕES DO AUTOR:

Dr. Daniel Daniachi Ortopedista e Traumatologista especialista em cirurgia do quadril

Formado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), possui residência médica em Ortopedia e Traumatologia pela mesma instituição de ensino e subespecialização em Cirurgia do Quadril.
Registro CRM-SP nº 117036.

Cuide do seu quadril

Agende uma consulta com um especialista!

AGENDE SUA CONSULTA

Blog e Artigos

artroplastia do quadril

No decorrer da vida é muito comum que algumas das articulações do nosso corpo fiquem bastante desgastadas.  Por isso, com o passar dos...

Basicamente, os ossos formam a estrutura que dá suporte aos tecidos moles do corpo e protegem os órgãos vitais, como o coração e cérebro. E o...

Pubalgia tem cura?

Antes de tudo, é importante saber que o púbis é o osso localizado na região inferior da pelve, fazendo parte do anel pélvico, que, por sua vez,...